kut

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Instrumentos musicais estão proibidos no Douradão

De acordo com o major Carlos Silva, do 3º BPM de Dourados, qualquer tipo de instrumento musical e que possa ser usado como arma, está proibido de entrar no Estádio Douradão nesta primeira rodada do Campeonato Estadual Série A. Na visão do major, responsável pela segurança do torcedor, a atitude tomada por ele é ‘um excesso de zelo, de segurança”, como ele definiu a sua medida.
“Estamos pedindo para que as torcidas organizadas não levem seus instrumentos. Sabemos que em Dourados as torcidas são tranquilas e nunca houve incidentes que necessitassem nossa intervenção. Queremos que entendam esse nosso pedido. Estamos seguindo uma determinação em prol da segurança de todos”, destacou Carlos Silva.
Caso houver insistência, o material será retido na portaria. No dia 10 de janeiro, o Ministério Público de MS se reuniu com diretores de clubes que definiram estratégias de segurança nos estádios do MS. Algumas medidas foram anunciadas em comum acordo com os clubes.
Entre elas está a proibição de comercialização e consumo de bebida alcoólica no interior e nas imediações dos estádios de futebol; proibição de ingresso de torcedor nos estádios portando qualquer material que represente periculosidade para os demais torcedores, profissionais ou frequentadores, ou que possa ser convertido em objeto de agressão física.
Mesmo sem ter total conhecimento do que foi acordado entre o MP do MS e os clubes, o Major Carlos Silva vai adotar a postura de prevenção. “Só vou ter conhecimento nesta segunda-feira quando vou a Campo Grande conhecer a fundo as diretrizes acordadas entre todos. A PM de Dourados só está dando o apoio. A ordem é do MP, que quer evitar problemas. E estamos aqui para cumprir”, destacou o Major.
Pelo lado do Ubiratan, o presidente Joaquim Soares se irritou ao saber dessa notícia. “Se for assim faremos um jogo sem torcida. A banda e os instrumentos musicais fazem parte do espetáculo. Essa proibição não está no acordo que assinamos em Campo Grande. O clube não foi oficializado sobre isso.
O Ubiratan vai bancar a entrada das organizadas com seus instrumentos, seja do Sete e do Ubiratan. Os mandantes somos nós. No mundo todo as torcidas têm seus instrumentos musicais de apoio ao clube, aqui não pode? O Ubiratan está saindo em defesa do espetáculo. Se não tivermos banda com músicas de incentivo teremos um espetáculo de lamentações. Esses instrumentos compõem o futebol”.
Fonte: O Progresso Marcelo Humberto

0 comentários:

Facebook

Anunciantes

Anunciantes

Panos da TMI

Panos da TMI

bones

bones

Link-me

120x60 px

Torcida Organizada Máfia Independente - TMI | Template by - Josué de Brito Quadros - 2009 - - hidden hit counter